Nerd de Pijama – Don’t Be a JOKER! Don’t Be a Prior!

Desde as eleições de 2018, o país não se dividia tanto quanto ocorreu na última semana. O motivo: a 20ª edição do Big Brother Brasil. E não, este não é um texto sobre o BBB em si. Durante o último paredão formado dentro da casa dos confinados onde se encontravam Manu Gavassi, Mari González e Felipe Prior o país voltou todas as suas atenções quarentinescas para votar entre Manu e Prior. Simplesmente por um depoimento onde ela comentou que não gostava de futebol (imaginem o absurdo que é você ser brasileiro e tcharam! Não gostar do esporte que move o país). Em contraponto, para que a influencer ficasse, teríamos que votar no Prior, mas não apenas isto.

Desde os primeiros dias da edição, toda a internet começou um movimento (sim, esse de cancelamento) para retirada da maioria dos integrantes masculinos apenas pelo motivo mais simples do mundo: o machismo que reina em atitudes que até levaram a polícia federal a interroga-los. Na última semana pudemos relembrar das atitudes do mais recente eliminado e bom, o que você nerd tem haver com isso né mesmo? Recentemente saiu a notícia de que ele foi acusado de violência sexual comprovada, e os relatos são bem parecidos com esta cena de Aves da Rapina aqui:

Na cena, a Canário Negro consegue salvar a Harley de um abuso, já que a ex- psiquiatra estava tão bêbada que não conseguia nem ficar em pé direito e não, isto não é motivo para nada! Mas moramos num país sem muitos membros da DC Comics, infelizmente. Os dados diários nos fazem perceber que mais uma vez existe algo de muito errado na nossa sociedade, e provavelmente isto vem de uma cultura história doentia mesmo que agora mais do que nunca precisa ser concertada. Desde as eleições, muitas pessoas começaram a demonstrar ter valores que para nós seres do bem nos parece completamente estranhos. É quando você se pergunta: quem em são consciência filme um estupro coletivo e posta na internet como se fosse vídeo fofinho de gatos? Provavelmente alguém muito doente mesmo!

Há algum tempo a comunidade nerd vem entrando em questionamento sobre por exemplo a relação entre o Coringa e a Harley Quinn, que recentemente ganhou protagonismo e quebrou o laço abusivo com o vilão mais icônico da indústria. Então me vem a mesma DC Comics e lança que agora, nos novos tempos pós-modernos, o vilão terá uma outra namorada. Punchline será completamente diferente da Harley e foi até criada uma rivalidade entre ambas. Quando questionados sobre apresentar mais um relacionamento abusivo na história do vilão, a DC até mandou os nerds esperarem um pouco porque talvez ela seja mais psicótica que o próprio Coringa até já foi.

Discussões na internet entre os nerds atualizadas e aceitando finalmente a Harley como personagem solo (sem precisar estar associada a um homem)… Tivemos o tal do Prior. Vários jogadores de futebol apoiaram que o arquiteto continuasse na casa, assim como os outros homens já eliminados… Mas vocês lembram do: primeiro a gente tira o Px e depois o Prior? Então, as coisas foram mudando no reality e quando ele saiu: nenhuma novidade.

Em tempos de quarentena, coronavírus e uma falta de governança política… Foi ótimo ver grande parte da sociedade (internauta pelo menos) tomar uma decisão de fé. Memes à parte, parece que desde as últimas eleições, o brasileiro começou a rever vários conceitos como machismo, lugar da mulher na sociedade, comunidade LGBTQ. E não falo isso de forma totalmente positiva, mas quando temos um filme produzido, dirigido e escrito por um homem gay sendo a maior bilheteria do cinema nacional… Já é motivo para ter alguma esperança.

Por mais arrependimento que grande parte das pessoas esteja sentindo desde 2018, isto incluindo a situação econômica do país, parece que lá na frente. Bem no futuro mesmo, ainda existe uma pontinha de esperança. Aquela mesma esperança que levou Lara e Jor-El a mandarem seu filho ainda bebê pelo espaço quanto o mundo deles estava sendo destruído literalmente. Também vimos que por mais que uma mulher inteligente, seja ela uma Quinn ou uma Prioli ou tantas outras, mostram seu ponto de vista sensato isso tudo vira algum tipo de refeição… Mas é só o óbvio sendo dito mesmo.

E acreditem ou não, a nossa sociedade vem de uma pandemia crônica há muito tempo. De racismo, de homofobia e machismo escancarado. A chegada do COVID-19 foi só mais um adendo a tudo que o brasileiro sofre por anos, contudo foi em tempos de quarentena que voltamos a nos mostrar um pouco mais humanos mesmo. Seja denunciando estuprador, seja exigindo (finalmente) atitudes governamentais justas, seja tentando ajudar apenas nossos vizinhos de prédio e bairros mais pobres.

É preciso lembrar que mesmo nos momentos de maior escuridão, a esperança pode atravessar tudo e nos salvar. Então, nerds, talvez nem tudo esteja tão perdido assim. Seja você uma fada sensata ou uma PhD, e ta tudo bem se você passou por coisas ruins no seu passado; ainda há tempo para fazer o que é correto para si e para os outros ao seu redor nem que para isto você só precise lavar as mãos bem e ficar em casa.