#FutebolDaTerrinha – Sport x Ponte Preta – Com retorno avassalador do intervalo, Leão vira sobre a Macaca e segue no G4

No final da noite dessa quinta-feira, Sport e Ponte Preta se enfrentaram na Arena de Pernambuco em partida válida pela décima rodada da Série B 2022. O Sport vinha de derrota para o CRB. A Ponte vinha de um empate sem gols contra a Chapecoense. Em jogo, objetivos bem distintos. O Leão querendo permanecer no G4. A Macaca buscando se afastar do Z4.Quem terminou vencendo esse duelo foi time pernambucano, de virada, por dois tentos a um. A Ponte Preta volta a jogar na próxima terça-feira, às 20:30, enfrentando o Ituano no Novelli Junior. Já o Sport retorna aos campos na quarta-feira, quando fará o clássico regional diante do Bahia, na Arena Fonte Nova, às 21:30.

O começo de partida teve o Sport com mais posse de bola, só que sem conseguir ofender o adversário. A Ponte estava numa postura mais reativa, esperando o erro do rival para sair em velocidade para o contragolpe. O Leão apresentava o mesmo defeito de jogos anteriores. Uma dificuldade imensa na transição. Aos 10, depois de mais um erro na saída de bola, Sabino cometeu pênalti em cima de Danilo Gomes. Lucca cobrou, aos 13, descolocando Mailson e abrindo o placar na Arena. O time rubro-negro era bastante inofensivo, facilitando assim o trabalho da defensiva campineira. O Sport cresceu na partida e exerceu uma verdadeira blitz. Teve três grandes chances para empatar. Aos 28. Depois de um contragolpe, a bola chegou em Juba, que chutou cruzado pra fora. Depois, aos 32, Búfalo recebeu na grande área, ajeitou e Fabinho finalizou na trave. Aos 35, após cobrança de escanteio, Everton Felipe recebeu na entrada da área e acertou o travessão. A Macaca teve uma boa oportunidade para ampliar já nos acréscimos, com Lucca recebendo na entrada da área e batendo com muito perigo no canto esquerdo de Mailson. Dessa forma, o intervalo chegava, com o time paulista com a vantagem mínima no placar.

No retorno para a etapa final, Gilmar Dal Pozzo fez duas mudanças no Sport, colocando Ray Vanegas e Kayke nas vagas de Giovanni e Búfalo. Hélio dos Anjos também mudou duas vezes a Ponte, tirando Norberto e Amaral, colocando Bernardo e Wallisson. O Leão voltou simplesmente avassalador. Com dois minutos, o Sport já tinha perdido duas boas chances. O empate veio aos 04. Luciano Juba cobrou falta, a bola desviou na barreira e matou completamente o goleiro Caíque França. E a virada veio aos 06. Sander achou Kayke, que serviu grande passe para Ray Vanegas na pequena área e o colombiano fuzilou a meta campineira. Depois da entrada de Fessin no lugar de Echaporã, a Ponte tentava agredir mais o adversário. O time rubro-negro, postado de maneira reativa, esperava um erro para contragolpear. Nos últimos minutos, a Ponte buscou dar aquele velho abafa, mas a defesa rubro-negra soube se sustentar. Com o apito final de André Luiz Castro, veio mais uma vitória do Leão nessa Série B. Essa de virada. Na base da imposição. Assim continua a trajetória leonina em busca do tão sonhado acesso.

Ficha técnica

Campeonato Brasileiro Série B – 10ª rodada

Estádio: Arena de Pernambuco

Público: 3.051

Renda: R$ 43.045,00

Gols: Lucca (13’), Luciano Juba (49’), Ray Vanegas (51’)

Sport: Mailson; Ewerthon, Thyere, Sabino e Sander; Fabinho (Ronaldo), Bruno Matias e Giovanni (Ray Vanegas); Everton Felipe (Thiago Lopes), Juba (Pedro Naressi) e Búfalo Parraguez (Kayke). Técnico: Gilmar Dal Pozzo.

Ponte Preta: Caíque França, Norberto (Bernardo), Fábio Sanches, Fabrício, Artur; Amaral (Wallisson), Léo Naldi (Ramires), Ramon (Luiz Fernando); Echaporã (Fessin), Danilo Gomes, Lucca. Técnico: Hélio dos Anjos.