#FutebolDaTerrinha – Náutico x Sport – Em jogo de muitas chances perdidas, Timbu e Leão empatam nos Aflitos

No início da noite desse sábado, Náutico e Sport duelaram no Eládio de Barros Carvalho, o popular Estádio dos Aflitos, em partida válida pela 13ª rodada da Série B 2022. O Náutico vinha de derrota para o Sampaio Corrêa. O Sport vinha de um empate diante do Grêmio. O Timbu querendo deixar o Z4. O Leão em busca da permanência no G4. Esse Clássico dos Clássicos terminou empatado em um tento a um. O Náutico volta a jogar no Domingo (26/06), às 11:00, indo até Muriaé encarar o Tombense, no Soares de Azevedo. Já o Sport retorna aos gramados no sábado, recebendo o Brusque, às 19:00, na Ilha do Retiro.

O início do clássico mostrou o Náutico com um esquema diferente, com três zagueiros. Já o Sport repetia o 4-3-3 do jogo anterior contra o Grêmio. O Leão tinha mais posse de bola, enquanto o Timbu esperava o erro do rival para atacar em velocidade. A equipe alvirrubra apresentava mais volume ofensivo. A posse de bola rubro-negra era completamente infrutífera. O Náutico acertou a marcação e passava a ter o domínio da partida. O Sport deu uma acordada e chegou a perder boa chance com Jaderson chutando cruzado. O Timba continuava melhor em campo, porém, não conseguia converter as chances criadas. O placar foi aberto aos 35. E foi o Leão quem saiu na frente. Falta cobrada por Juba, Thyere cabeceou, a bola foi na trave e, no rebote, Kayke empurrou para o fundo da rede. O Náutico perdeu um pouco da força ofensiva. Assim, o intervalo chegava com a vantagem mínima rubro-negra.

Na volta para o segundo tempo, Roberto Fernandes não mexeu no Náutico. Já Gilmar Dal Pozzo promoveu uma mudança no Sport, colocando Pedro Naressi no lugar de Bruno Matias. A equipe leonina, de certa forma, procurava administrar a vantagem, enquanto o Timbu errava muitos passes na intermediária ofensiva. As ameaças alvirrubras se resumiam nas cobranças de bolas paradas, principalmente com Jean Carlos. Aos 06, Mailson foi obrigado a fazer boa intervenção depois de uma pancada do próprio Jean. Roberto Fernandes fez três mudanças de uma vez só aos 13. Thássio, Jr. Tavares e Amarildo entraram nas vagas de Rhaldney, João Paulo e Kieza. O esquema alvirrubro mudou para o 4-3-3. O Sport deu uma recuada e o Náutico tinha espaço para trabalhar suas jogadas. O empate veio aos 30. Richard Franco bateu de fora da área e a bola entrou no cantinho direito de Mailson. O final de partida foi alucinante. Muitas chances criadas. Era Jean Carlos finalizando de um lado e Thiago Lopes perdendo oportunidades do outro. O clássico acabou mesmo empatado. Com os resultados da rodada, o Leão deixou o G4. Assim continua a trajetória leonina em busca do tão sonhado acesso.

Ficha técnica

Campeonato Brasileiro Série B – 13ª rodada

Estádio: Eládio de Barros Carvalho (Aflitos)

Público: 6.011

Renda: R$147.144,00

Gols: Kayke (35’), Richard Franco (75’)

Náutico: Lucas Perri; Carlão, Bruno Bispo, João Paulo (Jr. Tavares); Victor Ferraz, Ralph (Geuvânio), Rhaldney (Thássio) Richard Franco, Jean Carlos, Pedro Victor (Niltinho), Kieza (Amarildo). Técnico: Roberto Fernandes

Sport: Mailson; Ezequiel, Thyere, Sabino e Sander; Fabinho, Bruno Matias (Pedro Naressi) e Giovanni (Bill); Jaderson (Thiago Lopes), Juba e Kayke (Búfalo Parraguez).Técnico: Gilmar Dal Pozzo