F1 2021– GP da Inglaterra – Mesmo com punição de dez segundos, Hamilton vence em Silverstone

Aconteceu, no final da manhã deste Domingo, a décima etapa da temporada 2021 da Fórmula 1. O tradicional circuito de Silverstone recebeu o Grande Prêmio da Inglaterra. O final de semana foi de novidade, com a estreia da Sprint Race no sábado, uma corrida rápida para definir o grid de largada para a prova do Domingo. O líder da temporada, o holandês Max Verstappen, levou essa minicorrida de 17 voltas e saiu na pole da corrida principal, que teve como vencedor o dono da casa, o heptacampeão Lewis Hamilton da Mercedes. O segundo lugar acabou com Charles Leclerc, da Ferrari e Valtteri Bottas, da Mercedes completou o pódio chegando na terceira colocação.

Na largada, o pole position Max Verstappen, da RBR, sofreu uma pressão espetacular de Lewis Hamilton. Os dois disputaram de maneira sensacional a primeira posição até o final da primeira volta, até que aconteceu um toque entre os dois carros na Copse. Verstappen acabou batendo forte, abandonando a corrida. Leclerc aproveitou o incidente para assumir a liderança. A direção de prova acabou decretando bandeira vermelha e interrompendo a corrida, com três voltas completadas, de 52 previstas, para o conserto da barreira de pneus. Na relargada, Leclerc saiu muito bem e não deu chances para Hamilton. Bottas acabou sendo ultrapassado por Norris e a McLaren tinha a terceira posição. Com uma punição de dez segundos para cumprir, por ser considerado culpado no acidente com Verstappen, Hamilton buscava passar Leclerc. A Ferrari tinha bom rendimento e não permitia que o heptacampeão mundial tentasse uma maior aproximação. Na volta 15, o monegasco reportou no rádio um problema no motor de sua Ferrari. Hamilton então se aproximou de vez. Leclerc conseguiu recuperar a potência do motor e, na volta 21, tinha mais de um segundo e meio de vantagem na liderança. Na volta 22, o terceiro colocado Lando Norris foi trocar seus pneus. Teve uma pequena demora na roda traseira direita e, assim, perdeu segundos preciosos nos boxes. Bottas parou na volta seguinte e acabou voltando na frente de Norris. Na volta 28, Hamilton parou para fazer sua troca de pneus. Pagou os dez segundos de punição e voltou na quinta posição. Na volta de número 30, Leclerc foi para os boxes e trocou seus pneus, voltando com uma vantagem de mais de sete segundos para Bottas. Na volta 41, Hamilton passou Bottas e voltava para a segunda posição, com oito segundos e meio atrás de Leclerc. Restando dez voltas pro fim, a diferença entre Leclerc e Hamilton era de pouco mais de sete segundos. O inglês estava voando e, faltando cinco voltas, diminuiu a diferença para três segundos. Na Copse, na volta 50, Hamilton passou Leclerc e assumiu a liderança. Então foi só administrar até a bandeira quadriculada. 99ª vitória na carreira. 8ª vitória em Silverstone. Lewis Hamilton segue fazendo história na Fórmula 1. E agora diminui a vantagem de Verstappen nesse campeonato.

A sequência da temporada continua em quinze dias. O circo da Fórmula 1 permanece na Europa. No próximo dia 01 de Agosto acontecerá o GP da Hungria, no circuito de Hungaroring. Hamilton vai com muita moral. Verstappen quer se recuperar. Vamos para mais um capítulo dessa briga sensacional pelo título desse ano. Que tenhamos muita emoção em terras húngaras. Até lá!