F1 2020: GP da Rússia – Bottas aproveita punição de Hamilton e vence a segunda no ano

Na manhã desse Domingo, aconteceu o GP da Rússia 2020 de Fórmula 1. A prova ocorreu no circuito de Sochi. Passamos da metade dessa temporada insana. A corrida em terras russas terminou sendo marcada pela punição sobre Hamilton. Assim, o inglês ainda não igualou o recorde de vitórias de Schumacher.  Quem levou foi Valtteri Bottas da Mercedes. Max Verstappen da RBR acabou na segunda posição e Lewis Hamilton da Mercedes ainda conseguiu chegar no pódio terminando na terceira colocação.

Na largada, o pole position Lewis Hamilton conseguiu pular na frente. A disputa ficou pela segunda posição, com Bottas passando Verstappen. Lá atrás, Stroll e Sainz se envolveram em acidentes e provocaram a entrada do Safety Car logo na primeira volta. Na volta 6, aconteceu a relargada. Nenhuma mudança aconteceu. Hamilton segurou bem o pelotão. Entretanto, o inglês da Mercedes terminou levando duas punições por treinar a largada em local errado. Eram dez segundos para serem pagos. Na pista, a maior briga ficava pelos três últimos, Albon, Norris e Russell travaram um belo pega. Na volta 17, Hamilton foi trocar os pneus e pagou a punição dos dez segundos, voltando na 11ª posição. Na volta 21, o inglês já estava na quinta colocação. Lá na frente, Bottas acelerava para abrir uma vantagem boa para quando retornasse da parada de troca de pneus, continuar em primeiro. O finlandês trocou os pneus e voltou tranquilamente para liderar a prova. Verstappen não tinha carro para acompanhar o ritmo. A vitória terminou mesmo com Bottas. Ainda não foi dessa vez que Hamilton igualou o recorde de Schumacher.

Agora, vamos ter mais duas semanas de descanso. O circo da F1 volta em quinze dias. No próximo dia 11 de Outubro, acontece o GP do Eifel, em Nurbugring, na Alemanha. Será o retorno para esse importante circuito alemão, que não recebe provas da categoria desde 2013. Teremos a chance de ver mais uma vez a história passar diante dos nossos olhos. Hamilton segue em busca dos recordes. Até lá!