F1 2020: GP da Emilia-Romagna – Hamilton vence em Ímola e Mercedes é campeã de construtores

Tivemos, na manhã desse Domingo, a realização do GP da Emilia-Romagna 2020 de Fórmula 1. A 13ª etapa da temporada aconteceu no tradicional Autódromo Irmãos Enzo e Dino Ferrari, em Ímola. O nome do grande prêmio foi dado em função da região italiana onde fica localizado o circuito. Era mais uma oportunidade para o inglês Lewis Hamilton, que já bateu o recorde de número de vitórias, seguir firme rumo ao heptacampeonato mundial. Numa corrida que estava arrastada, mas com uma dose de emoção no fim, aconteceu mais uma dobradinha e, assim, a equipe alemã levou o título mundial de construtores. O vencedor foi Lewis Hamilton da Mercedes, com Valtteri Bottas em segundo e Daniel Ricciardo, da Renault completando o pódio terminando em terceiro lugar.

Na largada, o pole Valtteri Bottas saiu bem e permaneceu na primeira posição. Max Verstappen ganhou a segunda colocação de Lewis Hamilton. O inglês caiu para terceiro. Lá atrás, aconteceu um toque de Vettel em Magnussen, mas nada que atrapalhasse o andamento da prova. O holandês da RBR tentava acompanhar o ritmo de Bottas, ao mesmo tempo que sofria uma certa pressão de Hamilton. Esses três já abriam boa distância em relação ao restante do grid. Na volta 10, Pierre Gasly, que fazia uma homenagem com o capacete de Senna, abandonava a prova com problemas na sua AlphaTauri. Bottas e Verstappen pararam para a troca de pneus. Hamilton continuou na pista, fazendo volta mais rápida em cima de volta mais rápida buscando seguir na liderança depois que fizesse sua parada nos boxes. Na volta 30, o motor da Renault de Esteban Ocon não aguentou e o francês abandonou. Foi acionado o Virtual Safety Car. Hamilton aproveitou, parou para a sua troca de pneus e voltou na liderança com uma boa vantagem de quase quatro segundos para Bottas. Verstappen era mais rápido que Bottas, mas não conseguia a ultrapassagem para se aproximar de Hamilton. Na volta 43, depois de três erros de Bottas, finalmente Verstappen passou o finlandês a ganhou a segunda posição. Enquanto isso, o hexacampeão seguia tranquilo na frente, acelerando rumo para a 93ª vitória na carreira. Na volta 51, o pneu traseiro direito da RBR de Verstappen estourou. O Safety Car foi acionado. A corrida virou uma loucura. Russell rodou sozinho com sua Williams. Stroll quase atropela o mecânico na sua parada no box. A corrida recomeçou na volta 58. Hamilton permaneceu na primeira posição. A disputa era pelo terceiro lugar. Ricciardo com sua Renault e Kvyat com a AlphaTauri brigavam bem. Veio a bandeirada final. Hamilton assegurou sua 93ª vitória. Ricciardo segurou a terceira posição e foi mais uma vez ao pódio. A Mercedes conquistou o heptacampeonato seguido de construtores. O hepta do inglês pode chegar na próxima corrida.

Agora, depois de dois finais de semana seguidos com corrida, vamos ter um período de descanso. A Fórmula 1 volta em duas semanas, com o GP da Turquia, no Istambul Park. A categoria vai retornar para a capital turca depois de nove anos. Hamilton pode conquistar seu sétimo título mundial por lá. Esperemos que seja uma grande prova, uma grande volta para esse local que o brasileiro Felipe Massa dominou muito bem. Até lá!