Dica Da Semana – Ao Mestre, com Carinho

O tipo de pessoa sobre o qual vou falar agora muita gente teve a honra de conhecer. Talvez alguns tenham dado mais valor do que os outros ou talvez o encontro tenha simplesmente passado despercebido. Esse tipo de pessoa não tem um gênero específico, nem etnia, nem idade muito certa. Essas pessoas são poucas dentro de um grupo, são pessoas que sempre fazem mais do que necessariamente precisariam fazer, mas sabem que se não o fizerem ninguém mais fará. São pessoas que nos ajudaram a ser quem somos hoje, pessoas diversas, pessoas com problemas e com toda certeza também cheias de falhas, mas que nunca falharam ao chamado:

“Professor!”

Pois bem. Em homenagem ao Dia dos Professores trago a vocês um filme que é capaz de, com muita simplicidade, abordar a relação de um professor não apenas com seus alunos, mas com toda a comunidade escolar. Sidney Poitier interpreta Mark Thackeray, recém formado em engenharia, que aceita o cargo de professor em uma escola em Londres que possui alunos cujo histórico é no mínimo complicado. Ele precisa então lidar com a rebeldia dos jovens e com a desconfiança dos professores, que o veem com reservas por conta de sua cor e pouca idade. Com certeza é um filme que aborda o assunto racial e como ainda as pessoas ficam surpresas ao ver um negro ou uma negra em uma posição de prestígio, mas também é um filme que relata como um jovem professor conseguiu cativar alunos que foram desacreditados por todos os demais e “experientes” professores.

 A turma que designam para o novato é realmente muito complexa e, por isso, nenhum professor deseja mais dar aulas àquela classe. Ao longo do ano, Thackeray os conhece melhor e consegue quebrar todas as barreiras e preconceitos, mudando a perspectiva que os alunos têm não apenas da escola, mas também de suas próprias vidas e o que desejam para o futuro. O trabalho de um professor de qualidade, aquele que realmente se importa em formar seres humanos vai além do ensino de conteúdo. Um bom professor enxerga a pessoa por traz do “ser sem luz” que é o aluno e o trata como aprendiz. O ajuda a desenvolver o que é necessário para alcançar seus objetivos. Um bom professor é, por vezes, também um amigo e confidente, capaz de aconselhar e ajudar quando ninguém mais pode. Encontrar pessoas assim durante nossa caminhada nos faz ter fé, nos mantém firmes para enfrentar a vida e seus percalços e esta história nos lembra disso.

Ao Mestre, com carinho é um filme de 1967 mas sua temática é muito atual e nunca perderá importância. A canção “To Sir, with love”, feita para o filme, se tornou um grande sucesso nas paradas musicais e é, com certeza, o momento mais emocionante do enredo. A mensagem que a história quer nos passar é a da importância de haver alguém em nossas vidas que enxergue o nosso valor e acredite em nós, mas ao mesmo tempo nos lembra de que essas pessoas, os professores e professoras que sempre confiaram em nosso potencial também precisam ser lembrados e valorizados. Dedico esse texto a todos os mestres que passaram e ainda passam por minha vida. Sem vocês eu não estaria aqui hoje escrevendo essas palavras. Muito obrigada.